Atriz, bailarina, produtora e mestre em sociologia pela UFRJ. Faz parte da cia Os Dezequilibrados desde 2001, onde, sob a direção de Ivan Sugahara, encenou mais de uma dúzia de espetáculos. Indicada a prêmios por algumas atuações em mais de 20 peças de teatro, Letícia também empresta seu talento para o cinema, séries de TV, comerciais e eventos, e marcou presença em novelas como Avenida Brasil (TV Globo, 2012), com a inesquecível Ivana.


• CINEMA

Longas-metragens:

Um Tio Quase Perfeito 2, de Pedro Antônio (2021); Tudo Por Um Popstar, de Bruno Garotti (2018); Carlinhos & Carlão, de Pedro Amorim (2018); Simonal, de Leonardo Domingues (2018); Antes Que Eu Me Esqueça, de Tiago Arakilian (2018); Um Tio Quase Perfeito 1, de Pedro Antônio (2017); Um Homem Só, de Cláudia Jouvin (2016); Turbulência,Depois de Tudo, de Johnny Araújo (2015); Mato sem Cachorro, de Pedro Amorim (2013); Cilada.com, de José Alvarenga Jr. (2011).

Curtas-metragens:

Incômodo (2010); Bala Perdida, de Victor Lopes (2003).


• TELEVISÃO

Novelas:

Amor de Mãe, de José Villamarim - Globo (2020); Liberdade, Liberdade, de Vinicius Coimbra - Globo (2016); Sangue Bom, de Dennis Carvalho - Globo (2013); Avenida Brasil,de João Emanuel Carneiro- Globo (2012;Tempos Modernos, de José Villamarim - Globo (2010); Beleza Pura, de Rogério Gomes - Globo (2008).


Séries:

Os Homens São de Marte e É Pra Lá que Eu Vou, GNT (2019); Malhação: Vidas Brasileiras, Globo (2018); Sob Pressão, de Andrucha Waddington (2017); Filhos da Pátria, de Bruno Mazzeo (2017); Lúcia McCartney, de José Henrique Fonseca (2016); Juntos & Misturados, de Mauricio Farias (2013); As Brasileiras, de Daniel Filho (2012); Força Tarefa, de José Alvarenga Jr.(2011); Tapas & Beijos, de Mauricio Farias (2011); Afinal, O que Querem as Mulheres?, de Luiz Fernando Carvalho (2010); Separação?!, de José Alvarenga Jr. (2010); Na Fama e Na Lama, Multishow (2010); Toma Lá, Dá Cá, de Mauro Mendonça Filho (2009); A Grande Família, de Mauro Mendonça Filho (2009); Minha Nada Mole Vida, de José Alvarenga Junior (2006-2007); Cilada, Multishow (2005); Linha Direta, de Milton Abirached (2005).


• PRÊMIOS

Melhor Atriz Coadjuvante pela peça “Agosto” no Prêmio APTR de Teatro (2018); Indicada a Melhor Atriz no Prêmio Shell pela peça “Agosto” (2017); Indicada a Melhor Atriz nos prêmios APTR de Teatro e Cesgranrio de Teatro por “Marco Zero”, em 2016; Indicada a Melhor Revelação pela novela “Avenida Brasil” no Prêmio Quem de Televisão (2013); Indicada a Melhor Atriz por “Avenida Brasil” no Prêmio Extra de Televisão (2012);Indicada a Melhor Atriz pela peça “A Estupidez” no Prêmio Shell de Teatro (2011).

Using Format